Desmistificando a Meditação.


Mito #1 - Meditar não é parar de pensar

Meditar é aquietar a mente e fazer o possível para não interagir com os pensamentos que chegarem.

É normal que nossa mente seja bombardeada por pensamentos, mesmo quando queremos silenciá-la. O tempo todo cobramos nossa mente para estar ativa e nos lembrar de coisas importantes, então mesmo quando desejamos ficar quietos, ela continua fazendo seu trabalho. Cabe a nós priorizarmos o que importa no momento - acalmar a mente, no caso - evitando diálogos internos quando os pensamentos chegarem, na tentativa de mergulharmos em nosso próprio interior.

Mito #2 - Eu não consigo meditar, não desligo, minha mente não para...

Pode ser que você não consiga meditar na primeira vez que tentar, mas como tudo na vida, requer algum treino...

Lembre-se de um bebê quando começa a engatinhar, depois começa a se segurar nos móveis para ficar de pé sozinho, esboça os primeiros passinhos, cai no chão, levanta, cai de novo, começa a se equilibrar com alguém segurando suas mãozinhas, depois solta uma mão e um dia se solta e começa a andar sozinho.

Assim é com a meditação: no começo alguém te guia, depois de algum tempo você vai sozinho, definindo seus objetivos, seu tempo, seus métodos, suas preferências, etc.

Mito #3 - Não medito porque não consigo me sentar de pernas cruzadas

O povo oriental costuma treinar as crianças desde pequenininhas para se sentarem nesta posição, por isso adquirem muita flexibilidade e facilidade para isso, até quando já são idosos.

Na cultura ocidental é bem diferente e, muitas vezes, até os jovens ficam incomodados de se sentarem no chão, de pernas cruzadas. Mas a boa notícia é que você pode meditar sentado numa cadeira ou no sofá. O importante é manter sua coluna reta, apoiadas no encosto da cadeira e os pés apoiados no chão.

Mito #4 - Não é para mim, não tenho paciência!!!

Então, você é quem mais precisa... a meditação vai ajudar a acalmar sua mente e a recuperar o equilíbrio e a paciência que podem estar faltando em você.

Não hesite! Deguste, aproveite e viva melhor com os benefícios que terá.

Mito #5 - O tempo não passa...

Monges budistas meditam por horas seguidas, por dias até... mas nossa realidade é outra, a maioria de nós tem uma vida bem agitada e muitas vezes mal tem tempo para si, então temos que adaptar a técnica milenar à nossa rotina contemporânea, certo?

Dizem alguns especialistas no assunto que 20 minutos diários seriam o tempo ideal para meditar, mas mesmo assim, muitas vezes não temos esse tempo disponível. Então comece com o tempo que você tem. Será que você consegue 5 minutos do seu dia? Pode apostar que já terá o gostinho de experimentar algumas sensações muito boas, como por exemplo, estar consigo mesmo, ter um tempo só seu e talvez alguma quietude interior. Não há uma fórmula de tempo versus resultados, isso depende de cada um. Mas com certeza, depois te experimentar sensações tão boas, você vai querer reservar uns minutinhos todos os dias para se entregar a este prazer.

Quando você se desliga do mundo exterior, perde a noção do tempo. Acredite!

Posts Recentes